CONHEÇA A NOSSA SEDE

ESBOÇO/PREGAÇÃO-AO ROMPER DAS REDES (PARTE I)



S. Lucas 5:1-11
I a) No verso 6 1emos: "E, fazendo assim, colhera uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede" Essa era a rede material, a primeira pesca.
b) Os mesmos apóstolos assistiram o romper das redes espirituais, não muito tempo depois. Vamos ler o registro juntos, em:
Atos 2:41 – "De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a Sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas."
c) Quando vão se romper as redes das nossas igrejas? Essa pergunta deveria ser a preocupação de todo CRENTE. É possível que alguns estão repetindo as palavras de Pedro: "Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos".
Eu pergunto: Por que Pedro estava tão fracassado na sua própria profissão? Há mais de vinte anos se dedicava a pescar, mas, naquela última noite de pesca junto com a sua equipe, "nada apanhara", confessou ele ao Mestre Jesus.
d) Mas amigos! Pedro ainda tinha duas boas coisas: fé e obediência. "Sobre a Tua palavra lançarei a rede". E o milagre aconteceu. "E foram, e encheram dais barcos que quase iam a pique" Lucas 5:7.

II a) Vamos analisar melhor esse fato milagroso ocorrido no nascedouro da primitiva igreja cristã:
Em Lucas 5:1 diz que "a multidão estava apertando para ouvir a palavra de Deus". Hoje acontece o mesmo fenômeno. Diz Sra. White: "Multidões estão olhando para o Céu, esperando algum que possa convidá-los para o reino."
1.1. No verso 2 diz: "Estavam ali dois barcos, e os pescadores lavavam as redes". Hoje nós temos uma multidão de barcos parados nos portos (milhares de igrejas em todo o mundo). "Os pescadores lavavam as redes", diz a Bíblia. Nós estamos aqui hoje com esse curso procurando "lavar as redes" e prepará-las para a pesca maravilhosa.
1.2. Um evangelista estava numa manhã de sábado conversando com os membros da igreja para a arrancada evangelística naquela cidade
1.3. Resolveu então repetir as palavras de Jesus: "Igualmente o Reino dos Céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanha toda a qualidade de peixes E, estando cheia, a puxa para a praia e, assentando-se, apanham para os cestos os bons, os ruins, porém, lançam fora." Mateus 13:47-48.
1.4. Acrescentou aquele líder: Queremos hoje de manhã também puxar as redes da nossa igreja; eu quero os "bons" no trabalho de Deus. Eu quero formar equipes de acordo com a capacidade de cada um; espero não jogar ninguém fora por ser "peixe ruim", conforme ensina a Bíblia.
1.5. Ouvia o pastor um jovem alto, desengonçado, um tanto desajeitado e muito tímido. Quando terminou o culto, aquele rapaz se aproximou do pastor e disse: "Eu gostei bastante de tudo o que ouvi, mas, infelizmente, eu acho que o Senhor vai ter de me jogar fora". Admirado, o pastor perguntou: "Mas o que há com você?" Respondeu o jovem: "Eu não tenho condição de ajudar, sou muito tímido – eu perco a voz quando vou dar estudos bíblicos, fico sem jeito de distribuir convites, perco o jeito de recepcionar pessoas, eu acho que o Senhor vai Ter de me jogar fora."
1.6. "Meu jovem", disse o pastor; Você vai fazer um grande trabalho. Venha hoje à tarde para saber o que é. Garanto, acrescentou a servo de Deus, você não vai precisar falar nada, distribuir nada e nem recepcionar ninguém." "Como pode ser isso?" interrogou o moço. "Venha hoje às 14:00 h e saberá."
1.7. Aquele líder evangelístico sabia aproveitar todas as forças da igreja; os adultos, os jovens, e até as crianças. Vai ser grande pescador de almas dentro e fora da igreja. O verdadeiro guia é aquele que inteligentemente conduz a todos naturalmente, levando-as a praticar atos impossíveis e inimagináveis.
1.8 De Jesus se diz: "e todos O seguiam, e O procuravam", era um jovem perguntando: "Que farei para ter a vida eterna?" eram os adultos entrando até pelo telhado, eram as crianças correndo ao Seu redor, chegando a impacientar os discípulos. "Eu sou a luz do mundo", afirmava Jesus. O verdadeiro líder consegue motivar, encorajar a todos os membros para agirem com ele em favor da verdade.
1.9. Mas, finalmente chegou as 14:00h daquele sábado e a igreja retornou em peso para a reunião de preparo. Entre eles estava o jovem tímido que na parte da manhã procurou se desculpar com o pregador.
1.10 Inteligentemente o pastor formou os vários grupos:
Os da recepção;
Os da distribuição de volantes (convites);
Os visitantes;
Os instrutores bíblicos;
Os da temperança;
Os grupos de oração freqüentes, com vários horários;
Os orientadores gerais e etc.
1.11. O pobre rapaz já respirava até com dificuldade, "morrendo de medo" de ser apontado a qualquer instante pelo pastor e perder até a fala. Curioso percebeu que alguns iriam realizar várias tarefas.
1.12. Finalmente o pastor escolheu um líder para cada grupo e solicitou que fossem para salas diferentes para receberem as suas obrigações. Todos se retiraram, só ficou ali o pastor e o jovem.
Já bastante nervoso o jovem olhou para o pastor e disse: "E agora, eu vou fazer o que?" Silenciosamente o pastor tomou uma mala, retirou lá de dentro dois cartazes grandes e sob o olhar angustiado do rapaz disse: "Fique em pé." Tremendo ele se pôs em pé. O pastor colocou dois cartazes preso no pescoço do rapaz com os convites das reuniões, e os principais temas e disse: "Agora você vai ser o primeiro a sair pelas ruas, e se alguém perguntar o que é isso, você aponta para que leiam. "Corra toda a cidade" disse a pastor. O jovem saiu feliz: "Não preciso falar, não preciso convidar ninguém, é só apontar para os cartazes escritos se alguém me interrogar."
1.13. Resultado, já estava quase na hora marcada para a reunião e o rapaz ainda não tinha ainda aparecido. O pastor tinha certeza de que ainda deveria estar trabalhando. Sim, finalmente vem o rapaz, e agora já totalmente desinibido. "Perdi o medo, pastor", convidei, falei, preguei, não foi no início não; depois de tantas interrogações, eu achei que estava na hora de falar.
1.14. Naquela noite, um conhecido cantor chegou para fazer um grande show, e quando voltava do ensaio leu a propaganda da reunião com palestras e boa música. Aquela noite estava livre, e resolveu assistir a reunião, e, encurtando a história, aquele senhor se tornou um grande cantor evangelista.
1.15. A serva do Senhor escreveu: "Longamente tem Deus esperada que o espírito de serviço se apodere de toda a Igreja, de maneira que cada um trabalhe para Ele segundo sua habilidade." Atos dos Apóstolos, pág, 111.
2.1. A terceira e importante etapa é escrita no verso 3 de Lucas 5: "E assentando-Se ensinava do barco a multidão".
2.2. Nós precisamos nos sentar com Jesus para ouvir os Seus ensinamentos antes de sermos "pescadores", precisamos receber os ensinamentos do Divino Mestre. O trabalho realizado sem Cristo resulta em nada. E às vezes é até perigoso.
2.3. Exemplo disso aconteceu com os exorcistas judeus registrado em Atos19:13-16.
Eles quiseram usar o nome de Jesus da forma que Paulo fazia, tentaram expulsar o demônio de alguns. Resultado, o demônio disse: "Conheço a Jesus e bem sei quem é Pauto, mas vocês, quem são?" E o Espírito maligno avançou sobre eles, assenhoreou-se (apossou-se) daqueles judeus, deu uma grande surra neles e, diz a Bíblia: "nus e feridos fugiram daquela casa".
2.4. Fazer uso indevido do nome de Jesus e ser hipócrita espiritual é querer parecer; mas negar a eficácia da missão apostólica.
2.5. Quantas vezes vemos escrito num adesivo, afixado no pára-brisa traseiro dos carros, "a serviço do Rei Jesus", e o motorista se porta como demônio no trânsito, dando "fechadas" nos outros carros, usando nervosamente a buzina, avançando o sinal vermelho, apavorando os pedestres; o tipo de motorista "abusado", mas, no "carrinho dele está o falso aviso: "A serviço do Rei Jesus".
2.6. "Unicamente o trabalho realizado com muita oração e santificado pelos méritos de Cristo, demonstrar-se-á afinal haver sido eficaz." – O Desejado de Todas as Nações, 362.
2.7. Se quiser comunicar luz aos outros, os raios do Sol da Justiça devem brilhar em seu própria coração.
2.8. "A não ser que o professor seja um discípulo na escola de Cristo, não estará habilitado para ensinar aos outros." – Special Manuscripts, Livro 1, págs. 411-412.
2.9. Não nos enganemos, irmãos, o sucesso espiritual não acontece por acaso, mas sim pela busca sincera dos méritos de Jesus, e a adaptação dessa graça em nossa vida diária.
2.10. Não pode ser diferente disso: porque nós somos os "terminais da Trindade" como já temos afirmado: "Cumpre-nos cooperar com os três poderes mais altos no Céu: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, e esses poderes operarão por meio de nós fazendo-nos coobreiros de Deus". Evangelismo, 617.
2.11. Se a Trindade opera através de nós, por conseguinte nós nos constituiremos no substrato (aquilo sobre o que repousam as qualidades), repito, nós somos o substrato ou a base aonde deve se assentar, em nós, o poder divino, para conseguirmos ser o mensageiro qualificado para as grandes realizações de Deus.
2.12. Guilherme Carey disse já em 1792:"Esperai grandes coisas de Deus? Fazei grandes coisas para Deus". Isto é: Toda a intensidade que eu colocar na minha base cristã, será a força que Deus vai colocar sobre ela. Se eu estiver com instalações para 5 volts virá 5. Se eu me preparei para 5.000 virá 5.000. Quem limita a bênção é o ser humano e não o poder divino.
3.1. O quarto passo do sucesso evangelístico.
Leiamos Lucas 5:4 "Quando Jesus terminou de falar (ensinar) disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar."
3.2. Prestem muita atenção agora: no versa 4, existem 4 verdades de alto valor.
1ª verdade: Depois de todos terem ouvido a Jesus (multidão e discípulos);
2ª verdade: Jesus disse que só há um grupo;
3ª verdade: Vão ao alto mar;
4ª verdade: "Lançai as vossas redes para pescar".
3.3. Na primeira verdade todos estiveram aprendendo até o último momento, nada foi desperdiçado. Ouviram atentamente a Jesus até Ele terminar a aula.
Esse fato encheu a multidão, em especial a Pedro e aos seus colegas de emoção espiritual, vibrações evangélicas, crescimento na graça, alicerçou a fé e a confiança naquele novo líder religioso que esperava fazer ali alguns discípulos.
3.4. Jesus falou de coração a coração, de vida a vida, de mente a mente, o Sol da Justiça brilhou na alma escura dos discípulos e principalmente em Pedro, que liderava o grupo.
a. Hoje mais que nunca o mensageiro deve e precisa refletir a imagem de Cristo em todo o trânsito que leva ao Céu. Eu Sou o caminho a seguir, Eu Sou a verdade a ser pregada, Eu Sou a vida do pregador, quem crer em Mim fará tudo o que Eu faço. Aceitemos em nossos corações a Graça de Cristo.
b. Esses dias eu vi escrito atrás de um carro: "100% Cristo". Procurei logo me colocar ao lado daquele veículo para verde quem se tratava. Era uma senhora com uma expressão de cristã, mas olhando um pouco mais percebi que levava duas argolas tão grandes nas orelhas que dificultavam até os movimentos nos ombros dela.
3.5. Nós devemos, repito, refletir a imagem de Cristo em nosso semblante: "Quem vê a Mim, vê a Pai" disse Jesus. Hoje quem vê a mim (Adventista), deve ver o Filho de Deus. Isso tem que ser real. Teremos redes rompidas com carga excessiva de peixes (almas para o Reino de Deus).
Ouçam com atenção, esta ilustração:
3.6. Um professor de teologia estava ministrando aulas aos seus alunos. Com o giz na mão ele fez um ponto no quadro negro, e disse: "O mensageiro de Deus é também um ponto em movimento dentro do evangelho: ele prega, ele ora, ele visita, ele ensina a Bíblia, ele vai a todos os lugares". Enquanto dizia isso, ia fazendo o giz correr sobre o quadro-negro, em todas as direções. Quando terminou de falar, o percurso daquele giz tinha traçado o rosto de Jesus no quadro negro.
3.7. Nós, a nossa mensagem, nossas atitudes, nossos esforços evangelísticos, se na final não ficar impresso o rosto de Divino Mestre "trabalhamos o ano inteira e nada pescamos".
3.8. Vejam:
No hinário antigo "Cantai ao Senhor", dentre os muitos hinos, escritos ali, um sempre me impressiona. Ele termina com as perguntas: "Vêem os outros Jesus em mim? Vêem os outras Jesus em ti?"
3.9. No próximo assunto nós vamos continuar com o mesmo tema "O Romper de Redes", e vamos analisar as quatro grandes verdades de Lucas capítulo 5.

Será às ­­_____ horas do Dia _____

Eu queria terminar agora perguntando quantos de nós queremos nos transformar num instrumento de salvação?
Eu quero me transformar nisso e você quer também?

A onde estão meus visitantes ?

.

Alguns paises que me visitam

free   counters

Anunciantes