A onde congrego

ESBOÇO/PREGAÇÃO-O ROMPER DAS REDES (PARTE II)



Lucas 5:4-11

I a) Nós mencionamos na primeira parte deste assunto as quatro verdades de Lucas 5 verso 4.
1ª Verdade: Jesus terminou a pregação: falou à multidão e aos discípulos
2ª Verdade: Disse Jesus a Simão. Só falou com o líder.
3ª Verdade: Vão ao alto mar. Indicou o local de trabalho.
4ª Verdade: Lançai as vossas redes para pescar. Essa é uma ordem, com resultado garantido.
b) Ilustração: O pastor da igreja foi visitar o membro mais idoso daquela congregação Era uma velhinha de quase 100 anos de idade. Há meses a anciã estava enferma e acamada. Como sempre acontece nessas ocasiões, a senhora estava vitimada de uma temporária melancolia.
Sentado ao lado do leito, disse-lhe o pastor: "Se eu fosse o seu médico, a senhora naturalmente esperaria que eu lhe deixasse uma receita. Pois é o que eu vou fazer". Tirando um cartão do bolso, nele escreveu as seguintes palavras da Bíblia. "Não temas, porque Eu sou o teu Deus, Eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a Minha destra fiel." Isa. 41:10.
Abaixo deste verso ele escreveu: "Fazer uso antes de dormir, depois de acordar e durante o dia, tantas vezes quanto sentir necessidade".
c) Essas quatro verdades que mencionamos há pouco, devem ser comidas, digeridas, assimiladas por todos aqueles que querem, à semelhança daquela velhinha de 100 anos, se levantar e realizar o trabalho do senhor, com obediência e fé.
d) Vamos analisar estas verdades acima:

1ª Verdade: Jesus precisa ser entendido na sua essência.
a) A renúncia por parte de Cristo. Despir-Se das roupagens divinas, e vestir-se das marcadas vestes humanas de quatro mil anos de enfermidade: Ele tomou sobre si as nossas dores."
b) O plano da salvação, preocupação da Trindade – o sacrifício expiatório. A Sua "ordem" de ir pregar a Sua vinda, e finalmente, Jesus deve ser ouvido até o final, até Ele parar de falar.

2ª verdade. Vimos na 2ª verdade do verso 4, Jesus parou de falar à multidão e aos apóstolos, mas disse a Pedro – continuou a comandar a Pedro.
a) O líder do grupo deveria receber as suas instruções e executá-las com os demais apóstolos. Pedro era o que responderia a partir daquele momento por aquela missão daquela hora. Assumindo o comando daquela difícil jornada – ao alto mar". Ele deve ter repetido aos seus colegas, frustados por uma noite vazia, sem resultados, a ordem de Jesus, a Mestre disse, e acabou o assunto.
b) Quando Deus lhe nomeia para fazer um trabalho, assumir uma função na Igreja, você deve obedecer sem fazer greve. Sim, há muitos membros de braços cruzados na Igreja; estão de greve com o pastor, ou com os diáconos, ou com alguém que os criticou, deixando de colaborar com Deus e Sua Igreja.
Não se esqueça que o pastor com o tempo se aposenta, o ancião se muda de cidade ou morre, os diáconos se revezam e alguns até deixam a Igreja. Aquela pessoa que criticou, amanhã estará apostatada. E você que fez greve contra aqueles todos que passaram, ficou de braços cruzados, e prejudicou os trabalhos da Igreja, e, segundo o Espírito de Profecia, daremos conta por todo minuta desperdiçado, desinteressa-se o motivo, se foi desperdiçado, eu tenho de pagar.

3ª Verdade no verso 4 – A ordem: "Vão ao alto mar"
a) Pensemos em atingir ao alto evangelismo, as multidões e para todas as classes, todas as camadas sociais, todos os perdidos, são os alvos de Deus. O Senhor não se contenta com um trabalho incompleto e negligente.
"Se tão somente nos humilhássemos diante de Deus e manifestássemos bondade, cortesia, ternura e piedade; haveria cem conversões para a verdade, ande agora há uma só." Testemunhos Seletos, Vol. 9, pág. 189.
Saibamos: O resultado do nosso trabalho, é da mesma intensidade do trabalho feito em nós, pela ordem que recebemos.

4ª Verdade do verso 4 de Lucas 5 diz: "Lançai vossas redes para pescar."
a) A esta altura o pescador vai usar a sua própria rede, suas habilidades pessoais, seus talentos particulares, a sua própria ciência; naturalmente atendendo ao manto divino. "Lançai as vossas redes."
b) Davi disse ao gigante: "Eu vou a ti em nome do Senhor dos Exércitos", isso estava na sua mente, no seu coração, firmados por experiência pessoal. Mas, na sua mão direita, a funda de uso próprio e, permanente, na sua mão esquerda, pedras especiais, escolhidas no ribeiro; no seu corpo, as vestes de um fiel pastor. A espada e a couraça de Saul eram estranhas à habilidade de Davi.
c) Nós falamos no início que o cavalo branco do Apocalipse saiu vitorioso, e para vencer, porque estava sendo cavalgado por Cristo
Quando você está atendendo as ordens do nosso Mestre Jesus, as nossas redes são lançadas para pescar de verdade.
d) O Mar Vermelho vai se abrir, a vara cortada vai dar frutos, o azeite vai continuar até encher todos os vasos, as multidões exclamarão. que faremos? Os aleijados andarão, os cegos verão. O evangelho será pregado em todo o mundo – em suma, "lançaremos as nossas rede para pescar."

II a) No verso 5 de Lucas descortinamos o mistério do sucesso, a chave que abre aporta da eternidade, a obediência que provém da fé: Pedro reconhece todo o seu insucesso, de uma noite de grandes fadigas, de longos esforços com resultado zero.
b) "Sobre Tua palavra lançarei a rede."
c) No verso 6: "E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixe e rompia-se-lhe a rede."
d) Pedro prometeu a Jesus que obedeceria a sua ordem (v.5) e "fez assim" e experimentou uma gigantesca pescaria jamais acontecida em toda a sua vida de pescador. "Colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes as redes."
e) Quando, na qualidade de mensageiros de Deus, fizermos a nossa parte, executando fielmente os requisitos divinos; os resultados ficam por conta de Deus. Acontece a pesca maravilhosa.
f) Quando os frutos despontam de forma exuberante e pródiga necessário se faz convocar a parte estática, parada, inativa da igreja, para acorrerem e entrem na luta do "puxar as redes" que se rompiam.
g) "Fizeram sinal" aos companheiros que estavam no outro barco para que fossem ajudar. E foram e encheram ambos os barcos, de maneira tal que quase iam á pique.
h) Que tipo de sinal a igreja está passando para os membros inativos? Eu acredito que Pedro transmitiu um "sinal" cheio de entusiasmo, cheio de certeza, um "sinal" material e espiritual. Aquilo que acabara de presenciar, redes se rompendo, peixes saltitantes, pequenos e grandes, alguns até enormes, dentro das redes, outros até caindo fora das redes.
i) Com esta visão na mente ele clama por ajuda, quase pedindo socorro. Às vezes a voz da nossa alma, o grito dos nossos sentimentos atingem mais do que os nossos "berros" desorientados e estéreis (seco).
i) Dois métodos estão sendo usados para despertar os soldados de Cristo na igreja: a lisonja ou a aspereza, ambos são falhas.
Na sua carta de 21 de Janeiro de 1903, escreveu a serva do Senhor: "Necessita-se de líderes: líderes fiéis que não lisonjearão o povo de Deus, e nem tratarão asperamente, antes o alimentarão com o pão da vida."
k) Eu pergunto: Quando se romperão as redes da igreja? Eu acho que devem acontecer duas coisas:
A 1ª coisa é o líder ouvira a voz de Jesus ordenando o que fazer. No casa, é lançar as redes.
A 2ª coisa é a igreja ver o sinal do líder e vir ajudar a puxar as redes.
l) Há tantos barcos (igrejas) parados e vazios, carentes de um sinal feito par um líder verdadeiro, um Pedro, para lotarem as suas dependências. Pense seriamente nisso, meu amado irmão.
m) Jesus está esperando pela Sua igreja, aguardando o seu despertamento para acumula-los de ricas bênçãos.

III a) Talvez o ato mais bonito deste fato esteja no verso 8:."E, vendo isto, Simão Pedro prostrou-se aos pés de Jesus dizendo: Senhor, ausenta-te de mim, que sou um homem pecador."
b) Pedro sentiu-se pequeno e insignificante com a presença do divino Rei, presenciar o Seu poder e toda a Sua magnitude, curvou confessa, "sou um homem indigno de tantas maravilhas."
c) A maior causa de Sermos preteridos pelo Céu é a falta de reconhecermos o nosso benfeitor; Jesus foi quem ressuscitou a Lázaro, nós só tiramos a pedra da boca do túmulo, mas queremos parecer os feiticeiros de Lázaro.
d) Vocês já pensaram por que de 32.000 mil homens só 300 ficaram com Gideão? Lá em Juízes capítulo 7 verso 2, última parte, responde: "A fim de que Israel, se não glorie contra mim dizendo: a minha mão me livrou."
e) Notem: Deus escolheu 1 de cada 100 soldados de Gideão porque, só aqueles homens estavam preparados para receberem a vitória, os outros eram covardes, indolentes, negligentes, "impróprios para o consumo de Deus."
f) Porque não ganhamos muitos para as nossas igrejas hoje? Porque mesclado com o povo de Deus convive um "vulgo", semelhante àquele que foi admitido por Moisés e saiu do Egito com os israelitas e, apesar dos milagres, estavam sempre falando contra Moisés, ofendendo a Deus.
g) O espírito comovido e agradecido de Pedro e dos seus companheiros predispuseram a eles a faculdade de receberem o convite de Jesus.
Na verso 10: "E disse Jesus: não temais, de agora em diante sereis pescadores de homens"
h) O verso 11 nos revela uma grande verdade: Jesus estava com eles na maravilhosa pesca, lá em alto mar, e tudo ocorreu com a Sua presença e atuação.
Hoje não será diferente – as nossas redes se romperão quando os líderes derem o sinal certo da ordem de Jesus, os membros aceitarem essa liderança e partirem para a pesca, sentindo a presença de Jesus.

IV a) Tudo o que falamos até agora é de capital importância e elevado espírito evangelístico; mas, sem o verso 11 do capítulo 5 de Lucas nós ficaríamos sem um bom ponto final. Vamos ler: "E, levando os barcos para a terra, deixaram tudo e o seguiram."
Vejam:
1. Os pescadores de peixes do alto mar, com seus barcos cheios, não deixaram de cumprir a seu dever material – "levaram os barcos superlotados das bênçãos materiais até local seguro: a praia." Deus precisa de homens cumpridores das suas tarefas materiais. Ali estavam alguns que, inclusive continuaram servindo a Jesus e executando as tarefas materiais necessárias à sua sobrevivência.
2.1."Deixaram tudo e O seguiram", diz a última parte do verso 11. Que feliz decisão, que gloriosa escolha. "Escolheram ser maltratados com o povo de Deus". Só a eternidade revelará a obra e a missão realizada por aqueles homens!!!
2.2. Eu acredito que hoje o Espírito Santo falou no coração de muitos de nós aqui presentes e, Deus quer decisões agora. Eu quero vos convocar.
Alguns podem dedicar mais horas do seu trabalho material, na obra do Senhor. Eu quero saber agora quantas horas querem dedicar, os já com vida resolvida, aposentados, tanto civis como militares e que querem assumir um trabalho novo e acender a luz num lugar virgem.
2.3. Existem no Brasil, centenas de pequenas cidades, milhares de povoados, em todos os estados sem nenhum Adventista.
2.4. Existem em nossas igrejas centenas de casais, aposentados, inteligentes, ainda novos, com possibilidades financeiras de sobreviverem em qualquer lugar. E que estão em nossas congregações quase que totalmente inativos, ou exercendo funções que poderiam ser facilmente assumidas por outras pessoas impossibilitadas de saírem agora de onde se encontram.
2.5. Lembrem-se disto: Deus está chamando estes casais agora para assumirem as redes do evangelho e saírem à pesca de muitas almas nestes lugares solitários ao evangelho. Tomem uma decisão definitiva e Deus irá vos recompensará.
2.6. Ouçam isso com muita atenção. O Dr. Alexandre Duff era um grande missionário veterano da Índia. Já bem velho e cansado, voltou à sua terra natal, a Escócia para morrer. Na assembléia geral da Igreja na Escócia, fez o seu último sermão, e terminou com um apelo aos jovens, especialmente as pessoas já livres de muitos compromissos Ninguém respondeu aos comoventes apelos do velho missionário.
Emocionado, aquele servo de Deus desmaiou e caiu ao solo, sendo carregado para fora da plataforma. O médico ali presente se inclinou sobre ele e examinou o seu coração. Repentinamente ele abriu os olhos e perguntou: "Onde estou? Onde estou?" "Fique quieto", disse o médico. "Seu coração está muito fraco!" O veterano interrompeu-lhe: "Mas preciso terminar o apelo, leve-me de volta. Ainda não terminei o apelo." De novo o médico quis acalmá-lo. "Fique quieto, o senhor está muito fraco para voltar lá." O velho batalhador não se deixou deter. Reunindo as suas últimas energias, conseguiu ficar em pé, e, com o médico ao seu lado, e o presidente da Assembléia de outro, o velho soldado de cabelos brancos, foi levado de volta ao púlpito, enquanto toda congregação se levantava para homenagear a sua coragem.
Então ele recomeçou o apelo dizendo: "Quando a rainha Vitória faz um pedido de voluntários para a Índia, centenas de moços se sentem convocados e atendem ao apelo da rainha da Inglaterra. Mas, quando o Rei Jesus pede missionários, ninguém vai." Fez uma pausa e continuou: "Será que a Escócia não tem mais filhos missionários?" Todos ouviam em silêncio. Imaginando que ninguém estivesse interessado em ser missionário, acrescentou: "Está bem, se a Escócia não tem mais jovens voluntários, eu voltarei à Índia apesar de velho, doente e decrépito. Eu sei que vou tombar às margens do rio Ganges e morrer, mas o povo da Índia saberá que um velho missionário se interessa por eles."
Quando o velho pregador voltou-se para deixar o púlpito o silêncio foi quebrado. Por toda a congregação, pessoas se levantaram, e gritavam: "Eu vou", "Eu vou", "Eu vou". Pouco tempo depois o missionário faleceu, mas dezenas de pessoas seguiram para evangelizar a Índia.
2.7. E você, meu irmão Adventista? Está disposto a ir? Deus já falou ao seu coração, já ouviu o clamor de centenas de cidades, vilas e lugarejos solitárias sem Adventistas?
2.8. Duos tem esperado por muito tempo a decisão de Seus servos de irem agora. Alguns já foram, outros estão indo. E você irá também?

V a) Vamos seguir um plano bem organizado:
1. Vamos fazer um levantamento com fichas que deverão ser preenchidas logo após o sermão, perguntando:
1.1. Você pode ser um missionário? Sim ­_____ Não­­­_____
1.2. Você está disponível agora? Sim ­_____ Não­­­_____
1.3. Você teria recursos próprios para ir? Sim ­_____ Não­­­_____
1.4. Você não podendo ir, poderá assalariar alguém que quer ir e não tem meios materiais. Notem que eu estou escrevendo este sermão, não pude ir agora, mas já mandei alguém bem distante daqui (a 400 Km) em meu lugar, e pago mensalmente todas as despesas dele. Já batizou um bom número de pessoas. Louvado seja o Deus do Céu.
1.5. Crie na sua igreja um Grupo Missionário para bairros próximos sem Adventistas e pequenas cidades e povoados fáceis de atingir, e crie uma mentalidade missionária nos membros da sua igreja.
1.6. Enquanto o filho pródigo não se levantou e andou, ele não podia ser abençoada pelo seu pai. Deus vai nos abraçar, cobrir os nossos andrajos, quando formos em direção de milhares de sinceros esperançosos de salvação.

Deixemos os nossos anzóis e vamos pescar de redes, nossa colheita será maravilhosa.

A onde estão meus visitantes ?

.

Alguns paises que me visitam

free   counters

Anunciantes